PTBR/Prabhupada 0597 - Nós estamos trabalhando duro para descobrir algum prazer na vida

From Vanipedia
Jump to: navigation, search
Go-previous.png Página anterior - Video 0596
Próxima Página - Video 0598 Go-next.png

Nós estamos trabalhando duro para descobrir algum prazer na vida
- Prabhupāda 0597


Lecture on BG 2.23 -- Hyderabad, November 27, 1972

O... Cada ser vivo está tentando assenhorear-se da natureza material. Essa é a sua doença. Ele quer assenhorear-se. Ele é servo, mas artificialmente, ele quer se tornar Senhor. Essa é a doença. Todo o mundo... Em última análise, quando ele não consegue assenhorear-se do mundo material, ele diz, "Oh, este mundo material é falso. Agora eu vou me tornar um com o Supremo". Brahma satyaṁ jagan mithyā. Mas porque a alma espiritual é parte e parcela de Kṛṣṇa, assim por natureza, ela é alegre. Ela está buscando por alegria. Cada um de nós, nós estamos trabalhando tão duro para descobrir algum prazer na vida.

Então, este prazer da vida não pode ser tido na refulgência espiritual. Portanto, no Śrīmad-Bhāgavatam nós obtemos essa informação, que āruhya kṛcchreṇa paraṁ padam (SB 10.2.32). Kṛcchreṇa, depois de submetidos a severas austeridades e penitências, a pessoa pode fundir-se na refulgência Brahman. Sāyujya-mukti. Ele é chamado sāyujya-mukti. Sāyujya, para fundir-se. Então āruhya kṛcchreṇa paraṁ padam. Mesmo que a pessoa chegue até esse ponto, para fundir-se à existência Brahman depois de severas austeridades e penitências, ainda assim, eles caem. Patanty adhaḥ. Adhaḥ significa novamente vem a este mundo material. Āruhya kṛcchreṇa paraṁ padaṁ tataḥ patanty adhaḥ (SB 10.2.32). Por que eles caem? Anādṛta-yuṣmad-aṅghrayaḥ. Eles nunca vão concordar que Deus é uma pessoa. Eles nunca vão concordar. Seu cérebro minúsculo não pode acomodar que Deus, o Supremo, pode ser uma pessoa. Porque ele tem a experiência sobre si mesmo, ou sobre outros. Se Deus é uma pessoa como eu e você, então como Ele pode criar universo, inumeráveis ​​universos?

Portanto, para entender a Suprema Personalidade de Deus, suficientes atividades piedosas são requeridas. No Bhagavad-gītā é dito, bahūnāṁ janmanām ante (BG 7.19). Depois de especular no caminho filosófico impessoal, quando a pessoa está madura, bahūnāṁ janmanām ante jñānavān, quando ela na verdade é sensata,... Tão logo ela não consiga entender que a Suprema Verdade Absoluta é uma pessoa, sac-cid-ānanda-vigraha... (Bs. 5.1). brahmeti paramātmeti bhagavān iti śabdyate. Bhagavān. Esse... vadanti tat tattva-vidas tattvaṁ yaj jñānam advayam (SB 1.2.11). Esta é a declaração no Śrīmad-Bhāgavata: "Aqueles que conhecem a Verdade Absoluta, eles sabem que Brahman, Paramātmā e Bhagavān, eles são um. São diferentes fases de compreensão apenas". Assim como se você vir um monte de um lugar distante, você vai achar impessoal, obscuro, algo nebuloso. Se você for ainda mais adiante, então você pode ver que é algo esverdeado. E se você for realmente até o morro, você vai ver que existem muitos animais, árvores, homens. Da mesma forma, aqueles que estão tentando entender o Absoluto de uma distância ou lugar muito longe, eles estão percebendo, pela especulação, o Brahman impessoal. Aqueles que estão mais adiante, os iogues, eles podem ver aspecto localizado. Dhyānāvasthita-tad-gatena manasā paśyanti yaṁ yoginaḥ (SB 12.13.1). Eles podem ver, dhyāna avasthita, localizado dentro de si mesmo. Esta é a característica Paramātmā. E aqueles que são devotos, eles vêem Kṛṣṇa, a Suprema Personalidade de Deus, olho no olho, de uma pessoa para outra. Nityo nityānāṁ cetanaś cetanānām (Kaṭha Upaniṣad 2.2.13).