PTBR/Prabhupada 0913 - Krishna não tem passado, presente e futuro. Portanto Ele é Eterno

From Vanipedia
Jump to: navigation, search

Krishna não tem passado, presente e futuro. Portanto Ele é Eterno
- Prabhupāda 0913


730420 - Lecture SB 01.08.28 - Los Angeles

Portanto, esta libertação está aberta a todos. Samaṁ carantam. Kṛṣṇa não diz que: "Você vem a Mim. Você se torna liberado." Não. Ele está aberto a todos. Ele diz: sarva-dharmān parityajya mām ekaṁ śaraṇaṁ vraja (BG 18.66). Ele fala com todos. Não que Ele esteja falando apenas com Arjuna. Ele está falando com todos. Bhagavad-gītā é falado não só para Arjuna. Arjuna é o, como o alvo. Mas é falado para todos, para todos os seres humanos. Então, é preciso tirar aproveito. Samaṁ carantam. Ele não é parcial: "Você se torna ..." Assim como o brilho do sol. O brilho do sol não é parcial, que: "Aqui está um homem pobre, aqui está um homem de classe baixa, aqui está um porco. Não devo distribuir o meu brilho lá." Não. O sol é o mesmo. É preciso tirar aproveito disso. A luz do sol está aberta, mas se você fechar sua porta, se você quiser manter-se na escuridão hermética, esse é assunto seu.

Do mesmo modo Kṛṣṇa está em todo lugar. Kṛṣṇa é para todos. Kṛṣṇa está pronto para aceitá-lo assim que você se render. Samaṁ carantam. Não há restrições. Kṛṣṇa diz: māṁ hi pārtha vyapāśritya ye 'pi syuḥ pāpa-yonayaḥ (BG 9.32). Eles fazem distinção de que esta é uma classe mais baixa, esta é uma classe superior. Então, Kṛṣṇa diz: "Mesmo classe baixa, tão-chamada classe baixa, não importa, Se ele voltar-se a Mim, então ele também é elegível a voltar, voltar para casa, voltar a Deus. Samaṁ carantam.

E Ele é o tempo eterno. Tudo está acontecendo dentro do tempo. O tempo ... Nosso cálculo do tempo é passado, presente e futuro. Isso é relativo. No outro dia, estávamos discutindo. Este passado, presente, futuro é um termo relativo. O ... Para um pequeno inseto, o passado, presente e futuro é diferente do meu passado, presente e futuro. Termo relativo. Da mesma forma, o passado, presente e futuro de Brahmā é diferente do meu passado, presente e futuro. Mas Kṛṣṇa não tem passado, presente e futuro. Portanto, Ele é eterno. Temos passado, presente e futuro porque mudamos esse corpo. Agora temos esse corpo ... Ele tem uma data. Em tal e tal data, eu nasci de meu pai e minha mãe. Agora esse corpo ficará por algum tempo. Ele crescerá. Ele produzirá algum subproduto. Então ficará velho. Então diminui. Depois desvanece, acaba. Esse corpo nunca mais. Você aceita outro corpo. Este corpo é finalizado. A história deste corpo, passado, presente e futuro, terminada. Você aceita outro corpo. Novamente o seu passado, presente e futuro começa. Mas Kṛṣṇa não tem passado, presente, futuro porque Ele não muda Seu corpo. Essa é a diferença entre nós e Kṛṣṇa.

Assim como Kṛṣṇa falou com Arjuna: "No passado, falei com o deus do Sol sobre essa filosofia, Bhagavad-gītā". Então Arjuna não podia acreditar. Arjuna sabia tudo, mas para a nossa aprendizagem, ele colocou essa pergunta que: "Kṛṣṇa, somos contemporâneos, nascemos praticamente no mesmo período. Como posso acreditar que você falou essa filosofia ao Deus do Sol? " E a resposta foi a seguinte: "Meu querido Arjuna, Você também estava lá presente, mas você se esqueceu. Eu não esqueci. Essa é a diferença. " Passado, presente, futuro, para pessoas que esquecem. Mas quem não esquece, a quem permanece eternamente, não existe passado, presente, futuro.

Assim, Kuntī está se dirigindo a Kṛṣṇa como eterno. Manye tvāṁ kālam. E porque Ele é eterno, īśānam, Ele é controlador por completo. Kuntī diz: manye, "eu acho ..." Pelo comportamento de Kṛṣṇa, ela podia entender que Kṛṣṇa é eterno, Kṛṣṇa é o Controlador Supremo. Anādi-nidhanam. Anādi-nidhana ... Não há começo, não há fim. Portanto, vibhum.