PTBR/Prabhupada 1072 - Deixar este mundo material e começar a nossa vida eterna no reino eterno

From Vanipedia
Jump to: navigation, search

Deixar este mundo material e começar a nossa vida eterna no reino eterno - Prabhupāda 1072


660219-20 - Lecture BG Introduction - New York

A presença do Senhor, por Sua misericórdia imotivada Ele Se apresenta em Sua Śyāmasundara-rūpa. Infelizmente, pessoas com menos inteligência O ridicularizam. Avajānanti māṁ mūḍhā (BG 9.11). Porque o Senhor vem como um de nós e brinca conosco como um ser humano, não é por causa disso que vamos considerar que o Senhor é um de nós. É devido a Sua onipotência que Ele se apresenta em Sua forma real diante de nós e exibe Seus passatempos, apenas a réplica de Sua morada. Então essa morada do Senhor, há inúmeros planetas também neste brahmajyoti. Assim como existem inúmeros planetas flutuando nos raios do sol, Da mesma forma, no brahmajyoti, que emana da morada do Senhor Supremo, Kṛṣṇaloka, Goloka, ānanda-cinmaya-rasa-pratibhāvitābhis (Bs. 5.37), todos esses planetas são espirituais. Eles são ānanda-cinmaya; eles não são planetas materiais.

Então o Senhor diz,

na tad bhāsayate sūryo
na śaśāṅko na pāvakaḥ
yad gatvā na nivartante
tad dhāma paramaṁ mama
(BG 15.6)

Agora qualquer um que pode se aproximar desse céu espiritual não precisará voltar novamente neste céu material. Enquanto estamos no céu material, o que falar de aproximar-se do planeta Lua.... O planeta Lua, é claro, é o planeta mais próximo, mas mesmo que nos aproximemos do planeta mais elevado, que é chamado de Brahmaloka, lá também encontramos as mesmas misérias da vida material, quero dizer, as misérias do nascimento, morte, velhice e doenças. Nenhum planeta no universo material é livre destes quatro princípios da existência material. Por isso, o Senhor diz no Bhagavad-gītā, ābrahma-bhuvanāl lokāḥ punar āvartino 'rjuna (BG 8.16). As entidades vivas estão viajando de um planeta para outro. Não é que nós podemos simplesmente ir para outros planetas pelo arranjo mecânico do sputnik. Se qualquer pessoa deseja ir para outro planeta, há um processo.

Yānti deva-vratā devān pitṟn yānti pitṛ-vratāḥ (BG 9.25). Se alguém quiser ir para qualquer outro planeta, digamos, o planeta Lua, não precisamos tentar ir pelo sputnik. O Bhagavad-gītā nos instrui, yānti deva-vratā devān. Estes planetas Lua ou Sol ou os planetas acima deste Bhūloka, eles são chamados Svargaloka. Svargaloka. Bhūloka, Bhuvarloka, Svargaloka. Existem diferentes status de planetas. Então Devaloka, é como eles são conhecidos. O Bhagavad-gītā dá uma fórmula muito simples para você poder ir aos planetas superiores, Devaloka. Yānti deva-vratā devān. Yānti deva-vratā devān. Deva-vratā, se praticamos o processo de adorar o semideus particular, então também podemos ir para aquele planeta específico. Nós podemos ir até mesmo para o planeta Sol, nós podemos ir para o planeta Lua, podemos ir para o planeta celestial, mas o Bhagavad-gītā não nos aconselha a ir para qualquer um desses planetas no mundo material, porque mesmo se vamos para Brahmaloka, o planeta mais elevado, o que é calculado pelo cientista moderno que podemos chegar ao mais elevado planeta viajando com sputniks por 40.000 anos. Agora, não é possível viver 40 mil anos e chegar ao planeta mais elevado deste universo material. Mas se a pessoa dedica sua vida à adoração do semideus específico, ele pode se aproximar do planeta em particular, como se afirma no Bhagavad-gītā: yānti deva-vratā devān pitṟn yānti pitṛ-vratāḥ (BG 9.25).

Da mesma forma, há Pitṛloka. Da mesma forma, aquele que deseja se aproximar do planeta supremo, planeta supremo... O planeta supremo significa Kṛṣṇaloka. No céu espiritual existem inúmeros planetas, planetas sanātana, planetas eternos, que nunca são destruídos, aniquilados. Mas de todos esses planetas espirituais existe um planeta, o planeta original, que é chamado Goloka Vṛndāvana. Então, essas informações estão lá no Bhagavad-gītā e nos é dada a oportunidade para deixar este mundo material e começar a nossa vida eterna no reino eterno.