Portuguese - Bhagavad-gītā Como Ele É

From Vanipedia
Jump to: navigation, search
Bhagavad-gītā Como Ele É

Montando o Cenário

Prefácio

Introdução


Capítulo Um
Observando os Exércitos No Campo de Batalha de Kurukṣetra
Enquanto os exércitos adversários estão prontos para a batalha, Arjuna, o poderoso guerreiro, vê em ambos os lados seus parentes, mestres e amigos íntimos dispostos a lutar e sacrificar suas vidas. Dominado pelo pesar e pela compaixão, Arjuna fraqueja, sua mente fica confusa, e ele perde a determinação de lutar.


Capítulo Dois
Resumo do Conteúdo do Gītā
Arjuna coloca-se na posição de discípulo do Senhor Kṛṣṇa, e Kṛṣṇa passa a instruir Arjuna, explicando a diferença fundamental que existe entre o corpo material temporário e a alma espiritual eterna. O Senhor elucida o processo da transmigração, a natureza do serviço abnegado que se presta ao Supremo e as características da pessoa autorrealizada.


Capítulo Três
Karma-Yoga
Neste mundo material, todos devem ocupar-se em alguma espécie de atividade. Mas através de suas ações alguém pode ficar preso a este mundo ou libertar-se dele. Agindo para o prazer do Supremo, sem motivos egoístas, a pessoa pode livrar-se da lei do karma (ação e reação) e obter conhecimento transcendental acerca do eu e do Supremo.


Capítulo Quatro
O Conhecimento Transcendental
O conhecimento transcendental — o conhecimento espiritual acerca da alma, de Deus e do relacionamento entre eles — purifica e liberta. Esse conhecimento é o fruto da ação devocional desapegada (karma-yoga). O Senhor explica a história remota do Gītā, o propósito e a importância de Suas descidas periódicas ao mundo material e a necessidade de aproximar-se de um guru, um mestre realizado.


Capítulo Cinco
Karma-Yoga – Ação em Consciência de Kṛṣṇa
Executando externamente as ações, mas interiormente renunciando a seus frutos, o homem sábio, purificado pelo fogo do conhecimento transcendental, alcança paz, desapego, tolerância, visão espiritual e bem-aventurança.


Capítulo Seis
Dhyāna-Yoga
O aṣṭāṅga-yoga, uma prática mecânica de meditação, controla a mente e os sentidos e focaliza a concentração no Paramātmā (a Superalma, a forma como o Senhor está situado no coração). Esta prática culmina em samādhi, plena consciência do Supremo.


Capítulo Sete
O Conhecimento Acerca do Absoluto
O Senhor Kṛṣṇa é a Verdade Suprema, a causa suprema e a força que sustenta tudo, tanto no mundo material quanto no mundo espiritual. As almas avançadas rendem-se a Ele com devoção, ao passo que as almas ímpias afastam suas mentes para outros objetos de adoração.


Capítulo Oito
Alcançando o Supremo
Lembrando-se do Senhor Kṛṣṇa com devoção durante toda a vida, e especialmente na hora da morte, pode-se alcançar Sua morada suprema, situada além do mundo material.


Capítulo Nove
O Conhecimento mais Confidencial
O Senhor Kṛṣṇa é a Divindade Suprema e o supremo objeto de adoração. A alma está eternamente relacionada com Ele através do serviço devocional transcendental (bhakti). Revivendo a devoção pura, volta-se a Kṛṣṇa no reino espiritual.


Capítulo Dez
A Opulência do Absoluto
Todos os fenômenos maravilhosos que mostram poder, beleza, magnificência e sublimidade, quer no mundo material, quer no espiritual, são meras manifestações parciais das energias e opulência divinas de Kṛṣṇa. Como a causa suprema de todas as causas e o sustentáculo e essência de tudo, Kṛṣṇa é para todos os seres o supremo objeto de adoração.


Capítulo Onze
A Forma Universal
O Senhor Kṛṣṇa concede a Arjuna visão divina e revela Sua espetacular forma ilimitada como o Universo cósmico. Assim, Ele estabelece definitivamente Sua divindade. Kṛṣṇa explica que Sua própria forma belíssima em que Ele Se manifesta como um ser humano é a forma divina original. Pode perceber esta forma apenas quem executa serviço devocional puro.


Capítulo Doze
Serviço Devocional
Bhakti-yoga, serviço devocional puro ao Senhor Kṛṣṇa, é o meio mais elevado e conveniente de alcançar amor puro por Kṛṣṇa, que é o ponto culminante da existência espiritual. Aqueles que seguem este caminho supremo desenvolvem qualidades divinas.


Capítulo Treze
A Natureza, o Desfrutador e a Consciência
Aquele que conhece a diferença entre o corpo, a alma e a Superalma, que está situada além de ambos, liberta-se deste mundo material.


Capítulo Quatorze
Os Três Modos Qualitativos da Natureza Material
Todas as almas encarnadas estão sob o controle dos três modos, ou qualidades, da natureza material: bondade, paixão e ignorância. O Senhor Kṛṣṇa explica o que são estes modos qualitativos, como agem sobre nós, como podemos transcendê-los e os sintomas de alguém que atingiu o estado transcendental.


Capítulo Quinze
O Yoga da Pessoa Suprema
O propósito final do conhecimento védico é que se possa sair do enredamento existente no mundo material e compreender o Senhor Kṛṣṇa como a Suprema Personalidade de Deus. Quem entende a identidade suprema de Kṛṣṇa, rende-se a Ele e ocupa-se em prestar-Lhe serviço devocional.


Capítulo Dezesseis
As Naturezas Divina e Demoníaca
Aqueles que possuem qualidades demoníacas e que, vivendo segundo seus caprichos, não seguem as regulações contidas nas escrituras, obtêm nascimentos inferiores e continuam sujeitos ao cativeiro material. Mas os que possuem qualidades divinas e levam vidas controladas, acatando a autoridade das escrituras, aos poucos alcançam a perfeição espiritual.


Capítulo Dezessete
As Divisões da Fé
Há três espécies de fé que correspondem aos três modos qualitativos da natureza material, dos quais evoluem. Os atos executados por aqueles cuja fé está na paixão e na ignorância produzem apenas resultados materiais impermanentes, ao passo que atos praticados em bondade e que estão de acordo com os preceitos contidos nas escrituras purificam o coração e propiciam fé pura no Senhor Kṛṣṇa e devoção a Ele.


Capítulo Dezoito
Conclusão – A Perfeição da Renúncia
Kṛṣṇa explica o significado da renúncia e os efeitos que os modos qualitativos da natureza exercem na consciência e nas atividades humanas. Ele explica a compreensão acerca de Brahman, as glórias do Bhagavad-gītā e a conclusão definitiva do Gītā: o caminho mais elevado da religião é a rendição amorosa, incondicional e absoluta ao Senhor Kṛṣṇa, a qual nos liberta de todos os pecados, conduz-nos à completa iluminação e capacita-nos a voltarmos à eterna morada espiritual de Kṛṣṇa.