PTBR/Prabhupada 0413 - Por cantar, nós podemos ir ao mais elevado estágio de perfeição

From Vanipedia
Jump to: navigation, search
Go-previous.png Página anterior - Video 0412
Próxima Página - Video 0414 Go-next.png

Por cantar, nós podemos ir ao mais elevado estágio de perfeição
- Prabhupāda 0413


Lecture on SB 1.16.26-30 -- Hawaii, January 23, 1974

Há três estágios de cantar. O primeiro canto é com ofensa, começando. Existem dez tipos de ofensas. Nós temos descrito muitas vezes. Se cantamos com ofensa, este é o, este é o estágio um. Se cantamos sem ofensas, este é o estágio um. E se nós cantamos puro... Sem ofensas ainda não é puro. Você está tentando fazer sem ofensas, mas ainda não sem ofensas. Mas quando há canto puro, isto é sucesso. Nāma, nāmābhāsa, e śuddha-nāma. Assim, o nosso objetivo é... Isso foi discutido. Você vai encontrar no Caitanya-caritāmṛta, a discussão entre Haridāsa Ṭhākura e um brāhmaṇa. Então, por cantar, podemos chegar ao mais alto estágio de perfeição. No início pode haver ofensas, mas se tentar evitar as ofensas, então isto é nāmābhāsa. Nāmābhāsa significa, não exatamente, o nome puro, mas quase puro. Nāmābhāsa, e śuddha-nāma. Quando alguém canta śuddha-nāma, nome, santo nome de Deus, então ele está na plataforma de amor, plataforma com Krishna. Esse é o estágio de perfeição. E no estágio nāmābhāsa, não em puro, marginal, entre puro e ofensivo, isto é mukti. Você se torna mukta, liberado do cativeiro material. E se nós cantamos ofensivamente, então nós permaneceremos no mundo material. Bhaktivinoda Ṭhākura disse, nāmākāra bahira haya nāma nāhi haya. Ele é mecânico, "Hare Krishna, Hare Krishna, Hare Krishna", mas ainda não é Hare Krishna. Nāmākāra, nāma bahira haya, nāmākāra, nāma nāhi haya.

Portanto, temos de estar puramente cantando. Mas não devemos ficar decepcionados... Mesmo impuro... Portanto, nós devemos corrigir o processo de cantar. Porque não estamos no estágio puro. Portanto, pela força... Assim como um menino na escola. Tivemos essa formação em nossa escola de infância. Nosso professor pedia: "Escreva dez páginas, escritas à mão." Então isso significa que a prática de dez páginas, minha caligrafia será desenvolvida. Por isso mesmo se nós não seguimos as dezesseis voltas, onde fica o processo de cantar Hare Krishna? Portanto, não seja artificial. Não seja, eu quero dizer, uma garrafa de mostra. Seja verdadeiro. E isso é desejado. Se você quiser benefício real da vida espiritual, não seja uma garrafa de mostra. Você sabe o que é garrafa de mostra? A loja de medicina, uma garrafa grande. Está cheia de água apenas. E a cor é vermelha ou azul ou algo parecido. Mas o remédio verdadeiro não é necessário... (além :) Não, não agora. O remédio verdadeiro não é necessário em uma garrafa de mostra. Um pequeno... Se alguém pode cantar sem ofensas, uma vez Krishna-Nama, ele está livre de toda a escravidão material. Apenas uma vez. Eka kṛṣṇa nāme yata pāpa haya, pāpī haya tata pāpa kari baro nāhi.

Então śaucam, śaucam significa limpeza por dentro e por fora, śaucam. Dentro, devemos ser puros, pensar puramente, nenhuma contaminação. Não devemos pensar em ninguém como inimigo. Todo mundo é amigo. "Eu sou... Eu não sou puro; Por conseguinte, estou pensando em alguém como meu inimigo" Há muitos sintomas. Então śaucam: este alguém deve ser limpo, por dentro e por fora. Satyaṁ śaucaṁ dayā. Este dayā eu já expliquei. Dayā significa tornar-se compassivo para com os que caíram, aquele que caiu, aquele que está em perigo. Então, na verdade, toda a população, no momento presente, eles estão caídos. Krishna diz,

yadā yadā hi dharmasya
glānir bhavati bhārata
abhyutthānam adharmasya
tadātmānaṁ sṛjāmy aham
(BG 4.7)
paritrāṇāya sādhūnāṁ
vināśāya ca duṣkṛtām
dharma-saṁsthāpanārthāya
sambhavāmi yuge yuge
(BG 4.8)


Então, no momento presente na Kali, Kali Yuga, eles são, praticamente todos eles são demônios. Todos demônios. Então, se Krishna... Claro, alguma hora vai acontecer de Kṛṣṇa ter que vir aqui simplesmente para matar os demônios. Este é Kalki avatāra. Isso é descrito por Jayadeva Goswami. O que é isso? Keśava dhṛta-kalki-śarīra jaya jagadīśa hare. Kalau, dhūmaketum iva kim api karālam, mleccha-nivaha-nidhane kalayasi karavālam. Mleccha, o mleccha, esta palavra, yavana, estes... Há palavras na linguagem védica, mleccha, yavana. Yavana significa comedores de carne. Yavana. Isso não significa que apenas os europeus são yavana, e os americanos, não, os indianos não são yavana. Não. Qualquer pessoa que come carne, ele é um yavana. Yavana significa comedor de carne. E mleccha significa imundo. Aquele que não segue princípios védicos, ele é chamado mleccha. Assim como... Como os maometanos dizem, kafir. Aquele que não segue a religião muçulmana, eles são chamados kafir. Esse é o ponto de vista religioso. E os cristãos dizem "pagãos". Aquele que não segue a religião cristã, eles são chamados de pagãos. Não é? Da mesma forma, qualquer um que não siga o princípio védico, ele é chamado mleccha. Assim, o tempo virá em que ninguém vai seguir os princípios de vida védicos. Portanto, mleccha. Então mleccha-nivaha, quando todas as pessoas se tornarem mlecchas, ninguém seguir os princípios védicos, mleccha-nivaha-nidhane, naquele momento não há mais pregação, simplesmente matança.