PTBR/Prabhupada 0501 - Não Podemos Ser Livres de Ansiedade A Menos Que Nós Venhamos Á Consciência De Krishna

From Vanipedia
Jump to: navigation, search
Go-previous.png Página anterior - Video 0500
Próxima Página - Video 0502 Go-next.png

Não Podemos Ser Livres de Ansiedade A Menos Que Nós Venhamos Á Consciência De Krishna
- Prabhupāda 0501


Lecture on BG 2.15 -- Hyderabad, November 21, 1972

Então você não pode tornar-se feliz. Esses meninos e essas meninas, Americanos, Americanas, Europeus, Eles já provaram toda esta civilização de automóvel. Eles provaram muito bem. Automóvel, boate e bebida, eles provaram muito bem. Não há felicidade. Por isso, eles têm vindo á consciência de Kṛṣṇa. Portanto, nāsato vidyate bhāvo nābhāvo vidyate sataḥ(BG 2.16). Abhāvaḥ, e o satah. Portanto, estamos infelizes por causa de aceitarmos asat, que não vai existir. Essa é a descrição dada por Prahlāda Mahārāja: sadā samudvigna-dhiyām asad-grahāt (SB 7.5.5). Sadā samudvigna-dhiyām. Estamos sempre ansiosos, cheios de ansiedades. Isso é um fato. Cada um de nós, é cheio de ansiedades. Por quê? Asad-grahāt. Porque nós aceitamos este corpo material. Asad-grahāt. Tat sādhu Manye 'sura-varya dehināṁ sadā samudvigna-dhiyām. Dehinām. Dehinām significa... Deha e dehī, nós já discutimos. Dehī significa o proprietário do corpo. Então, todo mundo é dehī, seja animal ou ser humano ou uma árvore ou qualquer um. Cada entidade viva aceitou um corpo material. Por isso, eles são chamados de dehī. Então dehinām, cada dehī, porque aceitou este corpo material, ele está sempre cheio de ansiedade. Portanto, não podemos ser livre de ansiedade, a menos que venhamos á consciência de Kṛṣṇa. Isso não é possível. Você tem que se tornar consciente de Kṛṣṇa, brahma-bhūtaḥ prasannātmā (BG 18.54) - imediatamente você se torna livre de ansiedade.

Se você não vir para a plataforma da consciência de Kṛṣṇa, você sempre vai estar cheio de ansiedades. Sadā samudvigna-dhiyām asad-grahāt, hitvātma-pātaṁ gṛham andha-kūpaṁ, vanaṁ gato yad dharim āśrayeta (SB 7.5.5). Esse é o Prahlāda Mahārāja nos dando direção, que, se você deseja obter alívio desse estado de ansiedade, sadā samudvigna-dhiyām, então hitvātma-pātam, hitvātma-pātaṁ gṛham andha-kūpam... Gṛham andha-kūpam. Gṛha significa... Há tantos significados. Especialmente significa: casa. Casa. Saudades de casa. Nossa civilização Védica é aquela direção longe de casa. Ir longe de casa. Para tomar sannyāsa, tomar vānaprastha. Não permanecer até o último ponto da morte como membro da família, avô ou bisavô. Essa não é a nossa civilização Védica. Assim que um indivíduo é um pouco crescido, pañcāśordhvaṁ vanaṁ vrajet, ele deve sair deste gṛham andha-kūpam. Gṛham andha-kūpam, se discutirmos puído, pode ser muito desagradável. Mas nós temos que discutir o que é śāstra what is gṛha. Gṛha, é... Outra palavra, ele é chamada de aṅganāśrayam. Aṅganā. Aṅganā significa mulher. Viver sob a proteção da esposa. Aṅganāśraya. Então śāstra recomenda que você desista dessa aṅganāśrayam, para ir para o paramahaṁsa-āśrayam Então sua vida será salva. Caso contrário, como diz Prahlāda Mahārāja, gṛham andha-kūpam, "Se você manter-se sempre neste poço escuro da chamada vida familiar, então você nunca vai ser feliz. Ātma-pātam. Ātma-pātam significa que você nunca vai ser capaz de entender a vida espiritual. Claro que, nem sempre, mas em geral. Geralmente, aqueles que estão muito apegados à vida familiar ou á vida familiar estendida... Extensão - Vida familiar, depois a vida na sociedade, depois a vida na comunidade, depois a vida nacional, então a vida internacional. Eles são todos gṛham andha-kūpam. Todos gṛham andha-kūpam.