PTBR/Prabhupada 0591 - Meu Negócio É Sair Dessas Garras Materiais

From Vanipedia
Jump to: navigation, search
Go-previous.png Página anterior - Video 0590
Próxima Página - Video 0592 Go-next.png

Meu Negócio É Sair Dessas Garras Materiais
- Prabhupāda 0591


Lecture on BG 2.20 -- Hyderabad, November 25, 1972

Indiano: ... Oṁkāra-svarūpa. Mas eu quero saber quem são o Senhor Śiva, Viṣṇu e Brahmā? estes três são deuses?

Prabhupāda: Sim. Eles são expansões de Deus. Assim como a terra. E, então, a partir da terra, você encontra árvores, madeira. E, em seguida, na árvore, você pode acender o fogo. Torna-se fumaça. E depois, vem o fogo. Quando você começa o fogo, você pode levar o seu trabalho a partir do fogo. Assim, o, tudo é um, mas... Apenas o mesmo exemplo: a partir da terra, a madeira; a partir da madeira, a fumaça; da fumaça, o fogo. Mas, se você tem que fazer negócio, então é necessário o fogo, embora o, todos eles, sejam um. Da mesma forma, existem semideuses, Brahmā, Viṣṇu, Maheśvara. Então, se você tem que fazer negócio, então você tem que ir para o fogo, Viṣṇu, sattama, sattva-guṇa. Este é o processo. Embora sejam um, mas seu negócio pode ser concluído com Viṣṇu, e não com os outros. Qual é o meu negócio? Meu negócio é sair dessas garras materiais. Então, se alguém está ansioso para se livrar dessas garras materiais, então ele deve se abrigar em Viṣṇu, e não em outros.

Indiano: Por favor, deixe-me saber isso, o que é o desejo? Tão logo o desejo esteja lá, não podemos perceber Deus. E perceber Deus também é um desejo.

Prabhupāda: Desejo significa desejos materiais. Se você acha que você é indiano e seu desejo é como fazer o seu país melhorar ... Ou tantos desejos. Ou se você é um homem de família. Então, esses são todos desejos materiais. Assim que você fica envolvido por desejos materiais, então você está sob a condição da natureza material. Assim que você acha que você é, seu, você não é indiano ou americano, você não é um brāhmaṇa ou Vaiṣṇava, brāhmaṇa ou kṣatriya, você é um servo eterno de Kṛṣṇa, isto é chamado de desejo purificado. O Desejo está lá, mas você tem que purificar o desejo. Isto eu expliquei agora. Sarvopādhi-vinirmuktam (CC Madhya 19.170). Estes são upādhis. Suponha que você está em um casaco preto. Então, isso significa que você é o casaco preto? Se você diz... Se eu lhe perguntar, "Quem é você?" Se você disser: "Eu sou o casaco preto," Esta é a resposta apropriada? Não. Da mesma forma, estamos em um vestimenta, veste americana ou veste indiana. Então, se alguém lhe pergunta: "Quem é você?" "Eu sou indiano." Essa é uma identificação errada. Se você diz: "Ahaṁ brahmāsmi," esta é a sua verdadeira identificação. Essa realização é necessária.

Indiano: Como posso obter...?

Prabhupāda: Isso requer, humm, você tem que ir... Tapasā brahmacaryeṇa (SB 6.1.13). Você tem que se submeter ao princípio. Ādau śraddhā tataḥ sādhu-saṅgo 'tha bhajana-kriyā (CC Madhya 23.14-15). Você tem que aceitar o processo. Então você vai perceber.

Indiano: Mas, ontem houve (indistinto), houve um devoto, que renunciou a este mundo inteiro, foi para a floresta, e ele estava cantando o nome do Senhor Kṛṣṇa, isso e aquilo. Mas ele era, tipo, algum tipo de yogi. Assim, ele estava tendo o amor de um veado. Então, no momento da morte, o veado ficou em sua mente, e no próximo nascimento, ele se tornou um veado. Portanto, não houve nenhum desejo intencionalmente, mas de alguma forma ele veio nesse...

Prabhupāda: Não, houve o desejo. Ele estava pensando no veado. Houve desejo.

Indiano: Pensamos em tantas coisas...