PTBR/Prabhupada 1054 - O Cientista, o Filósofo, os Estudiosos - Todos Sem Deus

From Vanipedia
Jump to: navigation, search
Go-previous.png Página anterior - Video 1053
Próxima Página - Video 1055 Go-next.png

O Cientista, o Filósofo, os Estudiosos - Todos Sem Deus
- Prabhupāda 1054


750522 - Conversation B - Melbourne

Prabhupāda: Então esta Nação Unida é um fracasso, e será um fracasso porque não há consciência de Deus.

Bob Bourne: Eu não acho que seja necessário que fracasse.

Prabhupada: Hmm?

Bob Bourne: Eu não acho que seja necessário que fracasse. Eu não ... eu acho que as coisas estão mudando, definitivamente, em todo o mundo. É uma questão de qual curso eles tomam.

Prabhupāda: Não, o que está mudando? Eles estão se preparando para a guerra novamente. Onde está mudando? Uma ligeira provocação, pode haver guerra.

Raymond Lopez: Sim, mas as pessoas estão mudando agora. Você está recebendo os jovens, que pela primeira vez em anos, estão se tornando conscientes e estão se interessando por coisas fora de sua própria cidade, seu próprio estado individual ou seja o que for que eles têm. Você tem pessoas, os jovens agora estão se interessando por coisas como a pobreza. Eles estão interessados em Bangladesh e assim por diante. Isso é bom. Mas você ainda tem uma proporção muito grande de pessoas que tem a ideia de "estou bem, e vou cuidar do meu" sem levar em conta o quadro geral. E eu acho que, desde que você tenha conceitos diferentes, crenças diferentes, Vai ser muito difícil chegar ao que você está falando.

Prabhupāda: Sim, isso deve ser unido primeiro. Que... A primeira coisa é que todos devem ser convencidos ou entender claramente que tudo pertence a Deus. Mas eles não têm concepção nem mesmo de Deus. Isso é... Toda a sociedade humana no momento presente, a maioria não acredita em Deus, especialmente o comunista. Eles não reconhecem. O cientista, o filósofo, os estudiosos - todos sem Deus. O negócio especial dos cientistas é como desafiar a Deus. Eles dizem: "A ciência é tudo. Podemos fazer tudo com a ciência. Não há necessidade de Deus". Hã?

Wally Strobes: Eu não acho que seja assim ainda. Eles são muito mais iluminados.

Prabhupada: Não mais?

Wally Strobes: Bem, em alguns círculos, sim, eu acho.

Prabhupāda: Isso nunca aconteceu, mas se eles estão percebendo isso, isso é muito bom.

Raymond Lopez: Mas você não pode dizer que os cientistas estão trabalhando de uma maneira que é oposta à vontade de Deus.

Prabhupāda: Sim, eles dizem. Eles dizem. Oh sim. Eu conheci muitos cientistas. Eles dizem que "Vamos resolver tudo pelo avanço científico. Já fizemos isso. "Eles dizem assim.

Raymond Lopez: Mas só porque eles ...

Prabhupāda: Assim como há uma grande teoria, a teoria química. Um grande cientista ... Grande ou pequeno, seja ele qual for, ele tem um Prêmio Nobel.

Raymond Lopez: Ele é de tamanho médio. (rindo)

Prabhupāda: Hã?

Raymond Lopez: Ele é de tamanho médio.

Prabhupāda: Sim. Ele está fazendo a teoria de que a vida veio de produtos químicos, por combinação química, evolução química. A teoria de Darwin também é disso. Esta é a sua ... Grandes e grandes cientistas, eles são tão tolos que a vida veio da matéria. Onde está a prova? Ele estava lecionando na Universidade da Califórnia, e havia um aluno, ele é meu discípulo, ele o desafiou que "Se você pegar os produtos químicos, se você pode fabricar a vida?" A resposta foi: "Isso não posso dizer". Por quê? Você está colocando esta teoria, que a vida veio de químicos. Então, ciência significa observação e experimento. Agora, prove experimentalmente que as substâncias químicas produziram uma vida.

Raymond Lopez: Eles estão tentando. (risos)

Prabhupāda: Essa é outra tolice. Quando você está tentando ser um advogado, isso não significa que você seja um advogado. Quando você é estudante de direito, não pode dizer que "sou advogado". Isso você não pode dizer. Você está tentando ser, isso é outra coisa. Mas enquanto eles estão tentando ser, eles estão assumindo a posição de líder. Esse é o engano. Isso é descrito no Śrīmad-Bhāgavatam, ehā yathāndhair upanīyamānāḥ (SB 7.5.31): "Um homem cego está tentando liderar muitos outros homens cegos." Qual é o uso de tal liderança? Se o líder é cego, como ele fará bem a outros homens cegos?

Bob Bourne: Beethoven era surdo.

Prabhupada: Hmm?

Bob Bourne: Beethoven era surdo.

Prabhupāda: O que é isso? Madhudviṣa: Beethoven, o grande compositor, ele era surdo.

Bob Bourne: Pelo menos por parte de sua vida.

Raymond Lopez: Mas você não pode ter pessoas fazendo o bem pelo bem?

Prabhupāda: Mas ele não sabe o que é bom.

Raymond Lopez: Mas há certas coisas ...

Prabhupāda: Por isso digo cego. Ele não sabe o que é bom. Real bondade é entender Deus. Isso é uma verdadeira bondade.

Raymond Lopez: Mas há certas coisas que você não ... Que são boas, que você pode aceitar como sendo bom por si mesma. Agora, se você ver uma senhora que é atropelada por um carro, você vai e ajuda ela. Agora há certas coisas que são boas por si mesmas, eu acho, e que as pessoas vão reagir e fazer o que é bom, mesmo que não tenham qualquer conceito de Deus.

Prabhupāda: Não. A menos que você tenha a verdadeira plataforma, como você pode fazer o bem? Assim como o nosso Madhudviṣa Mahārāja estava agradecendo a você. Eles fizeram algo de bom em assuntos legais. Mas a menos que você seja um advogado, um homem legal, como você pode fazer isso? Você tem uma mente para fazer o bem, mas se você não é um advogado, como você poderia fazer?

Wally Strobes: Mas haveria muitos advogados para fazer ...

Prabhupāda: Não, isso é outra coisa. Eu estou falando de você mesmo. Se alguém não sabe o que é bom, então como ele fará o bem? O primeiro negócio é que ele deve saber o que é bom. Então ele pode fazer algo de bom. Caso contrário, qual é o uso de pular como um macaco? Ele deve saber. Porque você é um advogado, você sabe lidar com a lei; Você pode fazer o bem. Mas um leigo que não é advogado, como ele pode fazer o bem? Assim, portanto, quem se coloca como líder para fazer o bem à sociedade, ele deve saber em primeiro lugar o que é bom.